Para melhor segurança e experiência de navegação, este site funciona nas versões mais recentes dos navegadores Chrome, Firefox e Safari.

Blog

Maximizando Oportunidades: uso múltiplo da terra como catalisador de soluções baseadas na natureza

Legado Verdes do Cerrado | Foto: Luciano Candisani

No âmbito das soluções baseadas na natureza, o conceito de múltiplo uso da terra emerge como um modelo inteligente e inovador, uma vez que reconhece a complexidade e interconexão dos sistemas naturais e, de maneira estratégica, aplica sobre eles soluções para diversas áreas.

O conceito de múltiplo uso da terra se refere à capacidade de um espaço de terra ser designado a diferentes usos de maneira simultânea, ou seja, essa abordagem multifuncional da terra oferece uma gama de vantagens, permitindo que a mesma área seja gerida de forma integrada para maximizar oportunidades econômicas, sociais e ambientais.

Tal conceito tem como base a Política Nacional de Recursos Hídricos, estabelecida em 1997, a qual propunha uma visão ampla e integrada para o manejo da água, buscando prevenir sua escassez. Assim, ao adotar esse modelo para as florestas, propõe-se uma análise abrangente dos territórios, considerando aspectos como fauna, flora, hidrografia, relevo e condições sociais da região, com o objetivo de identificar atividades que contribuam para a conservação.

Legado Verdes do Cerrado | Foto: Luciano Candisani

Ao adotar uma perspectiva de múltiplo uso da terra, as empresas de soluções baseadas na natureza podem desbloquear oportunidades significativas que aliam negócios, inovação e impacto positivo. A Reservas Votorantim é um exemplo neste segmento.

Há nove anos, a empresa desenvolve um modelo de negócio baseado no uso múltiplo da terra, em que iniciativas para conservação e potencialização da biodiversidade, como pesquisas científicas e projetos socioambientais, acontecem ao mesmo tempo em que atividades econômicas sustentáveis são desenvolvidas, como a compensação ambiental e a produção vegetal. Desta forma, gerindo mais de 130 mil hectares de áreas conservadas na Mata Atlântica, Cerrado e Pantanal, a Reservas Votorantim agrega valor de mercado por meio de iniciativas ligadas à sustentabilidade.

No Legado das Águas, por exemplo, reserva privada de 31 mil hectares de Mata Atlântica e, primeira a ser administrada pela Reservas Votorantim, o múltiplo uso da terra concilia atividades estruturantes, como pesquisa científica, e ações de desenvolvimento local, para identificar e atuar em diferentes cadeias de negócios, como compensação de reserva legal; produção de mudas para restauração ecológica e paisagismo; implantação de projetos de reflorestamento; turismo sustentável; e a locação da área para o uso da beleza cênica em diferentes oportunidades. Além disso, novos negócios estão em desenvolvimento, como projetos de carbono por meio de mecanismos de pagamento de serviços ambientais e a bioprospecção dos ativos naturais.

Como fruto dos resultados positivos alcançados no Legado das Águas, que somente em 2023 beneficiou mais de 10 mil pessoas direta e indiretamente, o Legado Verdes do Cerrado surge como outra reserva do portfólio da Reservas Votorantim que atua e fomenta o uso múltiplo da terra.

Em 32 mil hectares de Cerrado nativo, o território é uma iniciativa pioneira na conservação desse bioma, com um modelo de gestão que alia negócios da economia convencional com a nova economia. O REDD+ Cerrado é a materialização das oportunidades desta estratégia de atuação, uma vez que para desenvolvê-lo foi utilizado uma área de excedente florestal conservado, com produção agropecuária em áreas adjacentes.

Para além da geração de créditos de carbono e receita, o REDD+ Cerrado tem os benefícios socioambientais atribuídos, dentre eles estão a proteção das principais bacias hidrográficas do país, contribuindo para evitar crises hídricas; a proteção da biodiversidade do Cerrado; e o desenvolvimento socioeconômico de comunidades, principalmente para geração de emprego e renda e equidade de gênero.

Os múltiplos usos da terra emergem como uma abordagem inovadora e crucial na gestão sustentável dos recursos naturais. Ao harmonizar diferentes atividades em uma mesma área, é possível maximizar oportunidades econômicas, sociais e ambientais, reconhecendo a capacidade que uma área tem para atender a diversas necessidades e funções, a qual fomenta um equilíbrio harmonioso entre o desenvolvimento humano e conservação ambiental. Por isso, ao abraçar este conceito e integrá-lo em suas práticas comerciais, as empresas de soluções baseadas na natureza podem desempenhar um papel significativo na construção de um futuro mais sustentável, equilibrado e próspero para todos.

*Thayná Agnelli é jornalista formada pela FAPCOM, tem experiência em gestão de redes sociais e é responsável pela criação de conteúdo para a Reservas Votorantim.

Compartilhar:

   Outros posts

© 2024 – Reservas Votorantim • Todos os direitos reservados
Política de Privacidade